amsterdam

Reginaldo Pedro – Road Trip pela Europa

O atleta Reginaldo Pedro, NEWSP HawksNarasPremium Products esteve esse ano na Europa para uma trip  junto com seu amigo Inglês  Simon Hall.
Acabou visitando alguns países e aproveitou para passar pelo Mundial da Alemanha. Antes deram uma passada pela França mas com o tempo ruim e muita chuva o rolê por lá foi abortado.
O destino então foi Cologne, cidade onde é realizado o Mundial. Chegando por lá encontraram o Charminho que estava pela primeira vez participando de uma competição internacional e ficaram juntos curtindo o evento.
Por problemas de chuva a final do vert foi cancelada mas rendeu algumas imagens no dirt com o Charminho  e no vert com o Reginaldo.
Terminado o evento partiram então para Amsterdam, Holanda. Fizeram uma rápida passagem pelos picos turísticos mais underground como a Red Light District e alguns famosos coffee shops rsrsr .
Na sequência, foram para  Rotterdam mas a chuva também não deu trégua e acabaram voltando para França e depois para Inglaterra usando o túnel do canal da macha.Em Londres ele pode andar em vários picos diferentes como a Seventies Our House e outros.
O Reginaldo é um cara que tem uma cabeça boa e batalhador e esta sempre corrento atrás e se agilizando para se manter no esporte e poder fazer viagens como estas. Por isso, lembre-se: só andar bem não te leva a lugar nenhum. Você precisa ter conexões, atitude e estudar inglês caso queira crescer na vida e no BMX.
vejam algumas fotinhos que ele nos mandou e lá em baixo o vídeo da trip.

A Van do Scooby Doo

Almoço no intervalo da competição

Simon, Reginaldo e Charminho em frente a Kölner Dom

Hotel “Vans” com muito conforto rsrs

Simon curtindo o rolê

Reginaldo nos raros momentos onde foi possível andar sem a chuva pra azedar.

Aqui num tobogan style

Alguns amigos desconhecidos rsrs

Vejam o vídeo da Looking BMX para ter uma idéia visual de como foi a trip do Reginaldo.

BMX FOR YOU – Terceira Parada: Amsterdam, Holanda

Continuamos acompanhando a viagem do Bruno Ramalho pela Europa. A próxima parada foi Amsterdam.
A cidade é infestada de bicicletas. Estive lá ano passado e fiquei impressionado (todo mundo fica) com a quantidade de bikes por todo lugar. É estranho falar mas parece que virou um problema pois existem milhares delas abandonadas e amarradas pelos canais chegando a ter uma poluição visual no lugar.
Outra coisa que notei é que a prática de andar de bike é tão difundida que o pedestre fica em segundo plano. Pra andar na rua você tem que ficar muito esperto pra não ser atropelado por um ciclista já que eles andam a milhão e nunca param pra você pode atravessar. Eu mesmo quase fui atropelado duas vezes rsrsrsr.
É incrível ver como eles/elas são bons na pilotagem pois a maioria das bikes são estilo antigas com rodas finas e andar com a rua quase sempre molhada não é pra qualquer um.

Voltando a matéria do Bruno.
Neste post, ele conta como foram os 5 dias que ele passou por lá. As pistas onde andou e o turismo que fez pela cidade.Veja a matéria completa no site dele.
http://www.bmxforyou.com/postagens/euro_trip_2012/03_amsterdam/amsterdam_bmx.html

 

Uma dica boa é um passeio de barco através do canais pois rende muita foto boa e ainda você pode conhecer a história da cidade. Foto Bruno Ramalho

Bowl em Eerste Marnixplantsoen – Foto Bruno Ramalho

Skatepark Amsterdam – Foto Bruno Ramalho

Essa tinha até teia de aranha – Foto Cris Glass

Pista em Museumplein. Fica ao lado do Museu do Van Gogh – Foto Cris Glass

Estilosa – Foto Cris Glass

 

Pistas pelo mundo

Fiz uma pequena tour por 3 países no mês passado e além das tradicionais fotos de turista tive a sorte de encontrar e fotografar 3 pistas,  uma em cada lugar. Uma das coisas que mais me doeu no coração, além de estar sem minha bike , foi trombar com pistas vazias em lugares espetaculares.
A primeira eu encontrei em Berlin em um parque chamado Volkspark-Friedrichshain. Esse parque fica em um bairro próximo ao centro ( da pra ir pedalando da Alexandrerplatz).
É uma sequência de mini ramp com um spine e rips com revestimento de metal e linhas perfeitas. Fiquei imaginando um rolê ali com os amigos e depois um descanso tomando um café no bar que tem dentro do parque.
Clique nas imagens para amplia-las.

 

A outra eu encontrei em Amsterdam. A pista fica localizada em um parque atrás do museu do Van Gogh.
Feita de cimento,  é uma mini ramp com pequenas extensões com uma mesa central e um roller na lateral.

Meu destino em Londres era o bairro de Hackney, o lugar onde os ataques de Riots foram os mais intensos.
Depois de uma viagem de avião, metrô e ônibus desembarcamos num mundo desconhecido e confesso que fiquei meio apavorado com a “quebrada”. Minha sorte foi que encontrei de cara 5 bmxers em frente a um pub que me ajudaram a achar a rua que minha amiga morava e aproveitei a deixa pra fazer o contato e saber onde tinha alguma pista por perto.
Pra minha felicidade descobri que a pista era do lado onde eu ia ficar e depois de um dia percebi também que Hackney não era o que eu pensava e muito notícia que sai na mídia por aqui não era a realidade por lá. Os problemas de conflitos estava resolvidos graças a comunidade forte de Turcos na região. Invadir lojas em grupos é fácil, quero ver enfrentar a máfia Turca srsrsr!
Em um Domingo de manhã fui conhecer o lugar que se chama Clissold Park. Encontrei de novo uma pista vazia em pleno Domingo de sol. A pista é dividida em duas partes quase iguais mas com tamanhos diferentes.

 

E pra fechar, não é uma pista mas poderia ser obstáculos de uma.
Próximo ao parlamento Inglês,  encontrei essas transições que deixariam qualquer  streeteiro louco pra andar.

É  isso, espero um dia poder fazer essa trip com minha bike. Pra  você que pensa em viajar para algum desses paises e vai com a bike na mala fica aqui minha contribuição.  Boa viagem!!!

Arquivos