danilo bueno

Danilo Bueno

O Ferrugem esteve em São Paulo pra uma tour com a equipe da Faith Bike e tive a oportunidade de andar com eles em duas ocasiões e pude ver de perto como o ele anda bem. Gosto muito da maneira como ele anda pois consegue fazer manobras técnicas mas com um estilo bem a vontade..leve.
Nesse vídeo, produzido pelo Romero Dominguez, ele demostra isso e mostra também um pouco de seu rolê fora das pistas.
Acho que ele poderia investir mais no street pois da pra aproveitar toda sua técnica de bordas mais o que ele sabe de Park pra mesclar tudo num vídeo só de rua.

Danilo Bueno – Faithbikes

Ferrugem sempre andando redondo e com estilo com manobras cada vez mais complicadas.
Observe no final que o crédito de edição é dele mesmo. Por que ele pode e você não? É só querer!!

Filmado por Jackson Christiano
Música: C-ko – Até o sol Nascer

Danilo Bueno mini edit

Mini edit do Ferrugem para a Faith Bikes. O Ferrugem é um dos pilotos que tem mesclado bem manobras complicadas com um rolê estiloso. Toda vez que aparece um vídeo dele fico numa grande expectativa de assistir pois ele tem melhorado cada vez mais. É uma pena ele não ir para a Alemanha, seria um Brasileiro com boas chances de aparecer bem por lá.

 

Entrevista: Danilo Bueno

Hoje, inauguramos aqui uma sequência de entrevistas com alguns dos pilotos e pessoas que fazem o BMX acontecer no Brasil. O primeiro da essa lista é o Danilo Bueno, conhecido como “Ferruge”.

O Danilo é um cara que eu admiro muito, pois é um piloto dedicado aos treinos e tem mostrado uma grande evolução nos últimos tempos. Uma coisa que tenho reparado nele, é a sua frieza em competições como ele mesmo explica na entrevista a seguir.

Cris Glass – Vamos começar pelo básico. Idade , tempo de bike e onde mora?

Danilo Bueno – 22 anos de idade, 7 anos de bike e sou de Ponta grossa, Paraná.

CG – Como você comecou a andar de BMX? e qual foi sua influência?

DB – Eu sempre gostei de bike. Tinha alguns amigos que andavam, e eu comecei a curtir aquilo. Então, não fiquei sossegado até arranjar uma bicicleta pra mim e começar a andar.

Sobre as influências, acho que foram os meus amigos mesmo.

CG – Qual é sua rotina de treinos?

DB – Treino quase todos os dias. Na semana, gosto de andar no pôr do sol pra fazer um rolê suave. Nos fins de semana, prefiro andar de bike até não aguentar mais (risos).

CG – Você entrou para o time da Shadow. Como tem sido sua vida desde então? O que mudou?

DB – Tem sido muito bom. Sempre converso com os caras da marca. Um pouco antes da Simpel Session, eles me pediram uma foto para usarem na sessão de autógrafos. Então, quando eu percebi, estava ali, junto com os caras do time, em plena Simpel Session autografando minha foto pra gurizada. Isso foi bem legal!!!

Financeiramente também melhorou muito, pois agora posso me concentrar em treinar e divulgar meu trabalho com mais tranquilidade.

Paradinha em Amsterdam antes de ir para Tallinn, Estônia. Foto: Rui Ogawa.

Autógrafos com o time da Shadow. Foto: Alex Baret - Greenfilms / Divulgação

CG – Você nunca tinha viajado pra fora, conte um pouco como foi a experiência na Simpel Session.

DB – É muito bom conhecer lugares diferentes e viver aquela loucura de mistura de línguas no meio de um monte de piloto que eu só tinha visto por vídeos e fotos… Foi a melhor experiência que já tive na minha vida até agora.

CG – Achei que sua volta foi muito boa, manteve a calma em situação que para um “novato” em campeonatos dessa importância é muito difícil. O que você sentiu quando estava ali, esperando sua vez?

DB – Eu fiquei  menos nervoso do que eu achava que eu iria ficar. Consegui manter a calma, fazer quase tudo que eu queria fazer. Por incrível que pareça, pra mim foi como qualquer evento aqui no Brasil. Depois da primeira volta, eu relaxei.

CG – A competição te fez mudar de alguma forma a sua maneira de treinar? Ou não teve influência nenhuma?

DB – Eu vi que tenho que ter menos medo de me jogar nas manobras. Lá fora é incrivel, os caras não tem essa de “putz,  não vai dar”; os caras vão e fazem.

CG – Quais os planos para esse ano? pretende participar de mais algum evento lá fora?

DB – Sim. Talvez o The Baltic Games e a Summer Session.

CG – Tem alguma manobra nova saindo do forno?

DB – Estou treinado Barrel Roll.

CG – Gostaria de agradecer alguém?

DB – Sim. Meus patrocínios, Faithbike, The Shadow Conspiracy, Intoxica, Atitude Distro , meu irmão e minha mãe e alguns grandes amigos como o Marco Selbach, Alan Carvalho, Danilo Cius, André Jesus e William Gabriel  “Abobadinho” .

 

Segue o novo vídeo de Danilo Bueno “Ferruge”.

Danilo Bueno – O Autodidata

Vídeo novo do Danilo Bueno, o “Ferrugem”.
Se tem um cara que tem dom pra aprender as coisas facilmente esse cara é o Ferrugem. Autodidata em programas de vídeo, ele tem mostrado rápida evolução em aprender a editar tão bem quanto sua evolução no BMX.
Recentemente via MSN troquei informação com ele de como usar o After Effects e o garoto aprendeu muito rápido o básico do programa.
O vídeo foi gravado na pista da Dicanto e numa pista de concreto em Farropilha.
As images feitas todas na GoPro são do Alan Carvalho e a edição como dito no ínicio é do Ferrugem.


Arquivos